Subscribe to My Feed





Tell a Friend




  • Polls

    How Is My Site? / ¿Cómo es mi sitio web?

    View Results

    Loading ... Loading ...
  • Recent Comments:


  • « | Home | »

    Paraná Takes Aim on New Beer Packaging

    By Keith R | September 23, 2008

    Topics: Advertising/Promotion, Environmental Protection, Food/Beverage Issues, Packaging, Waste & Recycling | No Comments »

          
    1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
    Loading...


    First aseptic cartons, then long-necked beer bottles, now one-liter glass beer bottles.  Hmmm, do you think maybe Paraná environment officials are focused on packaging waste issues?

    Earlier this month Paraná’s Environment Secretary, Rasca Rodrigues, again used the press to get a company to the negotiating table.  He publicly attacked the new one-liter beer bottle — dubbed “Litrão” — introduced by the Ambev‘s Skol brand (see video below for a Skol ad about the Litrão).  Rodrigues said that the new bottle can “bring innumerable prejudice to the environment” if it is not genuinely returnable.

    He also asserted that its marketing violates consumer protection rules.  The bottles are sold as if they are returnable, he said, and Skol even claims environmental benefits from the change in packaging.  “But that does not match practice.  It’s deceptive advertising.  There are no reception points for the bottles in supermarkets.  Therefore, in addition to warning consumers about these difficulties, we are calling for them to claim their right to return the packaging.”  [In all likelihood, it was Rodrigues’ assertion that Skol may be violating Brazil’s Consumer Code that got the company’s attention, since consumer code violations by corporations increasingly bring legal action and fines in Brazil these days.]

    The Secretary noted that he raised the issue of the Litrão during his meeting last month with Ambev about long-neck bottles, and was assured that they would make arrangements for collection points and talk to supermarkets about taking back the bottles.  “But that hasn’t happened.”

    Ambev Quickly Moves to Defuse the Issue

    Five days later Ambev presented a plan of action regarding the Litrão.  The bottle’s labeling would be changed to prominently feature a notice that it is returnable.  Advertising will be changed to emphasize returnability.  Collection points are being arranged at 20 supermarket chains, and 180 “promoters” are being trained to be stationed at principal points of sale in the state to make sure everyone understands that they are returnable.  Rodrigues seemed pleased.

    The head of Paraná’s Zero Waste (Desperdício Zero) Program, Laerty Dudas, praised the actions of Ambev and said that it should serve as a model for others. “The sales and marketing actions of the big firms have to be aligned with correct environmental policies, including in relation to the final destination of wastes, in this case packaging, so that everyone wins with the protection of the environment.”

    http://www.youtube.com/watch?v=sejnN-6eOUs

    ________________________

    Desde a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA):

    Embalagem de cerveja em litrão é cacareco ambiental, diz secretário

    A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos fez um alerta nesta quinta-feira (11): as novas embalagens de vidro da cerveja Skol – comercializadas como Skol Litrão – poderão causar problemas ambientais caso não sejam coletadas e destinadas adequadamente. “Esta nova embalagem é um verdadeiro cacareco ambiental e poderá trazer inúmeros prejuízos ao meio ambiente por não serem retornáveis”, destacou o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues.

    Segundo ele, também está havendo um desrespeito com o direito do consumidor. “As garrafas são comercializadas como se fossem retornáveis e até divulgam benefícios pela troca da embalagem. Mas isso não acontece na prática. É uma propaganda enganosa. Não há pontos de recebimento das garrafas nos supermercados”, afirmou. “Portanto, além de alertar os consumidores quanto a estas dificuldades, também os convocamos a reivindicar seu direito de troca das embalagens”, completou.

    Em reunião com fabricantes de cerveja realizada no mês passado para discutir um plano de ação para aumentar a reciclagem das garrafas long neck, o secretário do Meio Ambiente já havia questionado a Skol sobre a nova embalagem que estavam disponibilizando. “Na ocasião eles garantiram que iriam tomar providências sobre os pontos de recebimento e chegaram a comunicar os supermercados, mas até agora nada aconteceu”, informou.

    DESPERDÍCIO ZERO – A iniciativa de incluir grandes geradores de resíduos nos processos de coleta e reciclagem dos produtos que disponibilizam no mercado – como determina legislação federal 6.938/81 que aborda, entre outros temas, a ‘responsabilidade solidária’ na destinação final dos resíduos sólidos, e a lei estadual 12.493/99, que dispõe sobre a destinação final dos resíduos no Paraná – é do programa Desperdício Zero, desenvolvido pela Secretaria do Meio Ambiente.

    Para o coordenador do programa, Laerty Dudas, é necessária uma mudança de atitude por parte das indústrias. “No caso do Litrão seria preciso desenvolver uma embalagem que possa ser reutilizada antes de ser reciclada”, disse. “Sem o estímulo a reciclagem, muitas vezes estas garrafas vão para os aterros sanitários desnecessariamente ou acabam em fundos de rio e fundos de vale; em resumo, acabam na natureza”, ressaltou.

    Assim como as garrafas long neck, o Litrão foi criado para concorrer com outros segmentos de embalagens de bebidas, como garrafas PET e latas de alumínio, sem considerar o seu prejuízo ambiental. Para baratear custos, os fabricantes desenvolveram uma garrafa que é reciclável, mas não é retornável e ainda possui menor resistência. Isso a torna menos interessante que suas concorrentes para a indústria da reciclagem.

    Segundo dados do Desperdício Zero, uma das maiores contribuições da reciclagem do vidro está na redução do consumo de matérias-primas naturais e não-renováveis, pois 72% do vidro é feito de areia e 28% de outros minerais como o calcário, que com a ação do calor transformam-se em vidro.

    Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

    Subscribe to My Comments Feed

    Leave a Reply